terça-feira, 10 de abril de 2012

"Sorria, brinque, chore, beije, morra de amor,
sinta, sonhe, grite e, acima de tudo, viva.
O fim nem sempre é o final.
A vida nem sempre é real.
O passado nem sempre passou.
O presente nem sempre ficou e o hoje nem sempre é agora.
Tudo o que vai, volta.
E se voltar é porque é feito de amor."

2 comentários:

Anônimo disse...

De alguma forma sempre volto.
Não sou tão arisco quanto tu.

Anônimo disse...

adorei